Mais de 80 mil famílias serão contempladas com o novo Bolsa Família

Além disso, o governo confirmou a antecipação do pagamento de junho; confira todos os detalhes

Com as tempestades e enchentes no Rio Grande do Sul gerando uma série de consequências desastrosas, forçando muitas famílias a uma situação de vulnerabilidade extrema, o Governo Federal, diante deste cenário, está com planos de expandir a cobertura do Bolsa Família, um dos programas de transferência de renda mais importantes do Brasil, cujo objetivo é auxiliar a parcela carente da população brasileira.

O ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), Wellington Dias, propôs um novo aporte de recursos no programa. Com a solicitação de aproximadamente R$ 700 milhões adicionais ao orçamento de 2024 para o Bolsa Família, pretende-se atender diretamente às necessidades emergentes das famílias afetadas pelas inundações catastróficas no RS.

Bolsa Família em momentos de crise

O Bolsa Família, como bem sabemos, é um programa que desempenha um papel vital na assistência às famílias em condições de pobreza e extrema pobreza. Sua importância se torna ainda mais evidente durante momentos de crise, como as recentes enchentes, quando o auxílio fornecido pela iniciativa do Governo Federal é fundamental para garantir a sobrevivência e a dignidade das pessoas impactadas.

Como informado por Dias, com o Rio Grande do Sul enfrentando tamanha adversidade, muitas famílias que não estavam anteriormente cadastradas no programa entraram numa faixa de vulnerabilidade significativa. Assim, exige-se um esforço do Governo Federal para incluir esses novos necessitados, provisionando um suporte financeiro rápido e eficaz.

Medidas de apoio implementadas

Além da ampliação do atendimento do Bolsa Família, o governo brasileiro está avaliando outras frentes de atuação para ajudar os nossos irmãos gaúchos. Uma das possíveis ampliações mencionadas pelo ministro do MDS é o aumento do Auxílio Abrigamento. O benefício em questão poderá contemplar parcelas maiores para indivíduos cujas residências foram perdidas ou gravemente danificadas pelas enchentes.

  • 1. Implementação imediata das parcelas de Auxílio Abrigamento;
  • 2. Investimento em programas de incentivo à reconstrução com foco na utilização de mão-de-obra local;
  • 3. Antecipação dos pagamentos do Bolsa Família programados para junho no Rio Grande do Sul.

Antecipação dos recursos

Vale mencionar que as datas de pagamento do Bolsa Família em junho foram modificadas para os beneficiários do RS: a modificação no calendário oficial prioriza as vítimas das enchentes, com pagamentos iniciando já no primeiro dia da rodada de pagamentos (17 de junho), com os demais beneficiários atendidos conforme o último dígito do Número de identificação Social (NIS). Por meio do aplicativo Caixa Tem (disponível para Android e iOS), as famílias podem gerenciar seus benefícios de maneira prática e segura.

Cronograma completo

  • Beneficiários com NIS terminado em 1: depósito no dia 17 de junho;
  • Beneficiários com NIS terminado em 2: depósito no dia 18 de junho;
  • Beneficiários com NIS terminado em 3: depósito no dia 19 de junho;
  • Beneficiários com NIS terminado em 4: depósito no dia 20 de junho;
  • Beneficiários com NIS terminado em 5: depósito no dia 21 de junho;
  • Beneficiários com NIS terminado em 6: depósito no dia 24 de junho;
  • Beneficiários com NIS terminado em 7: depósito no dia 25 de junho;
  • Beneficiários com NIS terminado em 8: depósito no dia 26 de junho;
  • Beneficiários com NIS terminado em 9: depósito no dia 27 de junho;
  • Beneficiários com NIS terminado em 0: depósito no dia 28 de junho.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.