Estas são as profissões que mais estão crescendo no Brasil

Confira o ranking completo e veja se a sua ocupação tem um futuro promissor no Brasil

Desenhistas e administradores de bases de dados foram os profissionais com a maior valorização salarial e crescimento no número de trabalhadores em terras brasileiras nos últimos 12 anos. Pelo menos é isso o que aponta o levantamento realizado pela pesquisadora da consultoria IDados, Ana Tereza Pires, especialista em economia do trabalho e da educação.

O estudo, feito a partir dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela as profissões com diploma que mais ganharam e perderam profissionais, bem como as que tiveram os maiores aumentos ou reduções no valor de salário médio.

Lista de profissões que estão ganhando mais

Como destacado há pouco, desenhistas e administradores de bases de dados foram a profissão com maior variação positiva tanto de salários (91%) como de profissionais ocupados (6.488%). Abaixo confira o ranking:

ProfissãoVariação salarial
Desenhistas e administradores de base de dados91%
Fonoaudiólogos e logopedistas81%
Profissionais em direito (com exceção de advogados e juristas)75%
Urbanistas e engenheiros de trânsito69%
Desenvolvedores de programas e aplicativos (software)60%
Bibliotecários, documentaristas e afins55%
Diretores de cinema, de teatro e afins51%
Dentistas47%
Educadores para necessidades especiais46%
Analistas de gestão e administração43%
Engenheiros químicos42%
Matemáticos, atuários e estatísticos40%
Profissionais de relações públicas39%
Assistentes sociais29%
Professores de universidades e do ensino superior28%
Professores do ensino fundamental27%
Fonte: IDados

Como podemos observar na tabela acima, desenvolvedores de programas e aplicativos (software) e matemáticos, atuários e estatísticos também estiveram entre as 15 maiores variações salariais positivas. O número de ocupados em ambas as profissões também cresceu: 640% e 3.292%, respectivamente.

Ocupações que mais cresceram

ProfissãoVariação de pessoas ocupadas
Desenhistas e administradores de bases de dados6.488%
Desenvolvedores de páginas de internet (web) e multimídia3.565%
Matemáticos, atuários e estatísticos3.292%
Especialistas em base de dados e em redes de computadores não classificados em outras profissões1.051%
Profissionais em direito (com exceção de advogados e juristas)714%
Desenvolvedores de programas e aplicativos (software)640%
Profissionais da proteção do meio ambiente470%
Profissionais em rede de computadores371%
Desenvolvedores e analistas de programas e aplicativos (software) e multimídia não classificados anteriormente303%
Farmacêuticos246%
Agrônomos e afins212%
Analistas financeiros205%
Veterinários198%
Engenheiros não classificados anteriormente196%
Profissionais de enfermagem194%
Fonte: IDados

A pesquisadora destaca o caso curioso da profissão de Desenvolvedores de páginas de internet (web) e multimídia, segundo maior crescimento no número de ocupados, mas também uma das poucas profissões na área de tecnologia em que houve retração do salário. A variação no período foi de -60%, indicando talvez alguma saturação da carreira. Outro destaque foi a engenharia civil, área em alta 12 anos atrás e que agora figura entre as maiores diminuições de remuneração média.

Como o relatório foi feito?

Os dados utilizados foram extraídos da última Pnad Contínua, elaborado pelo IBGE, e comparou a média salarial das ocupações que exigem diploma no 1º trimestre de 2024, em relação a 2012. Segundo a pesquisadora, foram desconsideradas profissões que empregam menos de 1.000 trabalhadores, no intuito de evitar ocupações que são estatisticamente irrelevantes.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.