Estas 5 multas de até R$ 17 mil são o terror dos motoristas que não conhecem

Evite-as para não ter que arcar com valores exorbitantes e continuar desfrutando do seu direito de dirigir

Ter que arcar com multas é um dos maiores pesadelos para quem dirige, com muitos condutores optando por deixar seus veículos na garagem para evitar essa dor de cabeça. No entanto, o que poucos sabem é que existem penalidades com valores bem salgados, chegando a R$ 17 mil, dependendo da gravidade. Nos dias de hoje, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) possui quatro níveis de penalidades, são eles:

  • 1. Infração leve;
  • 2. Infração média;
  • 3. Infração grave;
  • 4. Infração gravíssima.

Porém, além dos gastos, o motorista também recebe pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) caso cometa algum deslize ao volante, o que pode gerar a perda do documento. Apesar das punições previstas no CTB, muitos condutores continuam cometendo infrações por dirigir de maneira imprudente no trânsito.

Quais são as multas de trânsito mais caras?

Nas próximas linhas, confira uma lista de infrações das quais os motoristas devem ficar atentos para não pagar quantias astronômicas pelos erros cometidos:

  • 1. Realizar uma paralisação em via pública sem autorização: esta é uma das multas mais caras que constam no CTB, Artigo 253. Por ser uma penalidade de natureza gravíssima, o valor pode ser multiplicado por até 60 vezes, resultando em uma penalidade no valor de R$ 17.608,20.
  • 2. Participar de rachas: as corridas ilegais de rua podem arrancar um bom dinheiro do condutor que for pego cometendo essa infração. Considerada gravíssima, o valor de R$ 293,47 é multiplicado por 10, totalizando uma penalidade de R$ 2.934,70.
  • 3. Realizar manobras perigosas em vias públicas: assim como aqueles que participam de rachas, motoristas que executam manobras perigosas em vias públicas, como a ultrapassagem ilegal, por exemplo, também podem pagar caro pelo ato. Neste caso, multiplica-se o valor da multa gravíssima, de R$ 293,47, por 10. Logo, a quantia sobe para R$ 2.934,70.
  • 4. Dirigir embriagado: trata-se de uma das infrações de trânsito mais custosas e recorrentes do Brasil. Para o CTB, ao colocar em risco a própria segurança e a de terceiros, o condutor flagrado nestas condições deve pagar uma multa de infração gravíssima (R$ 293,47), multiplicada por 10, valor que resulta em R$ 2.934,70.
  • 5. Bloquear a circulação de uma via com veículo: por último, temos uma das infrações de trânsito mais caras do país. Ao cometê-la, o motorista estará sujeito a pagar uma multa gravíssima de R$ 293,47, mas, dessa vez, multiplicada por 20, o que resulta em uma penalidade no valor de R$ 5.869,40.

Evitando problemas

Para te ajudar a passar longe de problemas, reunimos algumas dicas de como evitar multas e infrações de trânsito. Dessa forma, você fica dentro da lei e, de quebra, segue com mais segurança pelas vias brasileiras. Veja:

  • 1. Mantenha a sua CNH sempre atualizada;
  • 2. Nunca utilize o telefone enquanto dirige;
  • 3. Sempre use o cinto de segurança;
  • 4. Evite dirigir de chinelo;
  • 5. Use e abuse da seta;
  • 6. Faça a revisão dos pneus;
  • 7. Sempre tenha os documentos do veículo em mãos.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.