Briga entre gigantes! Nubank desce posição de banco mais valioso e Itaú recupera título

As companhias bancárias estão travando uma grande batalha pelo posto

Após uma semana, o Nubank, um dos principais bancos digitais do Brasil, perdeu o título de instituição financeira mais valiosa da América Latina. Fechado com uma leve alta na última terça-feira (4), o Itaú ultrapassou o rival “roxinho” e recuperou a primeira colocação no ranking.

Neste sentido, o Itaú fechou com valor de mercado de R$ 288,6 bilhões, enquanto o Nubank, cujos papéis caíram 2,89% em Nova York na terça-feira (4), encerrou o pregão valendo R$ 284,5 bilhões. Cabe destacar que os números foram levantados por Einar Rivero, da Elos Ayta Consultoria.

Na terça-feira da semana passada, de acordo com o portal Bloomberg, a fintech fechou valendo o equivalente a R$ 300,5 bilhões, ultrapassando o Itaú pela primeira vez desde o início de 2022 — ou seja, desde o período da Oferta Pública Inicial (IPO, na sigla em inglês), com o qual as ações do Nubank estrearam em alta na B3 (Bolsa de Valores do Brasil).

No entanto, desde o início da semana passada, as ações do Nubank acumulam queda de 6,32%, enquanto as do Itaú se mantiveram praticamente na mesma cotação — valiam R$ 31,57 e agora valem R$ 31,56. Ao que tudo indica, a disputa entre as duas instituições bancárias pelo posto simbólico deve ser de troca de ultrapassagens constantes.

Nubank: serviço para quem tem alta renda

Apesar de ser extremamente popular entre a classe média, o banco digital conta com uma penetração de 60% no segmento de alta renda. Inclusive, a fintech prevê o lançamento de uma modalidade de conta internacional, em dólar ou euro, visando atrair clientes com mais recursos. “Vamos atender a essa demanda“, diz Cristina Junqueira, cofundadora e diretora de crescimento do Nubank.

Apesar do crescimento exponencial da instituição bancária digital nos últimos anos, Cristina aponta que a conjuntura do Brasil está longe de ser favorável desde a fundação do Nubank, há pouco mais de uma década. “Só vi cenário econômico terrível. Estou esperando ficar bom até hoje“, pontuou a banqueira.

Conheça o NuViagens

Em julho do ano passado, o mercado financeiro observou um passo inovador dado pelo Nubank. A fintech, já consolidada por seus serviços bancários digitais, ampliou seu campo de atuação com a introdução do NuViagens. A plataforma é destinada a transformar a experiência de viajar de seus correntistas, especialmente aqueles categorizados como de alta renda.

Para garantir o pleno funcionamento da modalidade, a plataforma foi desenvolvida em parceria com a Hopper Technology Solutions (HTS), líder no segmento de tecnologia para turismo. Podendo ser acessado pelo aplicativo do Nubank (disponível para Android e iOS), na guia “Viagens e Lazer”, o serviço está sendo liberado gradualmente, priorizando os clientes do cartão Nubank Ultravioleta.

Em linhas gerais, o NuViagens oferece um compromisso de reembolso da diferença de preço caso o usuário encontre ofertas melhores dentro de 24 horas após a compra, garantindo que os correntistas economizem. Além disso, a plataforma disponibiliza um monitoramento de preços para garantir que os clientes aproveitem as melhores oportunidades.

Para usufruir das vantagens, é preciso ser cliente Nubank Ultravioleta, alcançável para aqueles com um gasto mínimo de R$ 5 mil na função de crédito ou possuir R$ 50 mil aplicados, ou investidos por meio do banco. Ainda, é possível adquirir a categoria Ultravioleta ao pagar uma mensalidade de R$ 49, proporcionando acesso aos benefícios exclusivos do cartão.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.