Saiu HOJE (3): Caixa e Banco do Brasil estão depositando R$ 1.295 de surpresa

Veja se você faz parte da lista de cidadãos que serão contemplados

Como é de se imaginar, a segurança financeira é algo fundamental, especialmente em cenários econômicos instáveis. Neste contexto, o PIS/Pasep chega como um grande aliado na hora de complementar a renda de muitos trabalhadores brasileiros. Sendo assim, o abono salarial previsto para 2024, referente ao ano-base de 2022, promete ajudar muitos a equilibrar as contas ou até mesmo alcançar objetivos pessoais.

Pensando nisso, nesta matéria, vamos revelar quem terá acesso ao PIS/Pasep 2024, o valor a ser recebido e como fazer para ter acesso ao recurso trabalhista, seja diretamente na sua conta ou por meio de outros métodos disponíveis. Dessa forma, você que trabalhou de carteira assinada em 2022, fique atento às informações e garanta seu dinheiro.

PIS/Pasep 2024: critérios de elegibilidade

Antes de tudo, cabe frisar que o abono salarial é baseado em algumas condições específicas. Primeiramente, é crucial ter trabalhado formalmente, isto é, com carteira assinada, durante o ano-base (2022). Além disso, o recebimento do montante é limitado àqueles cuja renda média não ultrapassou dois salários mínimos por mês.

Sendo assim, o dinheiro concedido pelo PIS/Pasep 2024 é calculado proporcionalmente ao tempo de contribuição. Ou seja, cada mês trabalhado equivale a 1/12 do valor total do abono, fixado em R$ 117,66 por mês. Logo, se você trabalhou o ano inteiro, receberá o valor integral de R$ 1.412.

Como receber o abono salarial?

Os trabalhadores que já possuem conta ativa na Caixa Econômica Federal (CEF) terão acesso facilitado, visto que o montante será depositado diretamente em sua conta. No entanto, se você não tem uma conta ou prefere recebê-lo de outra forma, será preciso criar uma conta poupança social digital ou deslocar-se até uma agência da CEF, casa lotérica ou terminal de autoatendimento munido de documentos de identificação.

Os clientes do Banco do Brasil (BB) também não precisam se preocupar, uma vez que é possível acessar o valor do abono salarial automaticamente, fazendo apenas uma consulta rápida no site ou aplicativo da instituição (disponível para Android e iOS) para verificar o depósito.

Cronograma de repasses

Antes de conferir as datas, vale destacar que os trabalhadores do setor privado são contemplados pelo Programa de Integração Social (PIS), administrado pela CEF; enquanto os servidores públicos são agraciados pelo Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), gerido pelo BB. Dito isso, confira o calendário completo:

  • Trabalhadores nascidos em janeiro: depósito a partir do dia 15 de fevereiro (feito);
  • Trabalhadores nascidos em fevereiro: depósito a partir do dia 15 de março (feito);
  • Trabalhadores nascidos em março: depósito a partir do dia 15 de abril (feito);
  • Trabalhadores nascidos em abril: depósito a partir do dia 15 de abril (feito);
  • Trabalhadores nascidos em maio: depósito a partir do dia 15 de maio (feito);
  • Trabalhadores nascidos em junho: depósito a partir do dia 15 de maio (feito);
  • Trabalhadores nascidos em julho: depósito a partir do dia 17 de junho;
  • Trabalhadores nascidos em agosto: depósito a partir do dia 17 de junho;
  • Trabalhadores nascidos em setembro: depósito a partir do dia 15 de julho;
  • Trabalhadores nascidos em outubro: depósito a partir do dia 15 de julho;
  • Trabalhadores nascidos em novembro: depósito a partir do dia 15 de agosto;
  • Trabalhadores nascidos em dezembro: depósito a partir do dia 15 de agosto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.