Pix de R$ 600 será enviado pela Caixa Econômica através do app; veja como desbloquear

O procedimento é simples, mas exige que o cidadão mantenha seus dados atualizados; entenda

O mês de junho promete um caminhão de boas notícias para milhares de brasileiros, especialmente para aqueles que fazem parte do Bolsa Família: o Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), confirmou a antecipação dos pagamentos e a liberação de inúmeros recursos adicionais.

Portanto, é de suma importância que as famílias contempladas pelo programa de transferência de renda estejam atentas às datas e valores que podem chegar às suas contas. Dito isso, confira todos os detalhes sobre os repasses prometidos para o mês de junho.

Novidades no Bolsa Família

  • 1. Antecipação dos recursos

Os beneficiários que moram em cidades do Rio Grande do Sul (RS) que tiveram o estado de calamidade pública reconhecido pela Defesa Civil vão receber o Bolsa Família logo no primeiro dia do cronograma, previsto para 17 de junho. Sendo assim, não será preciso seguir o cronograma baseado no último dígito do Número de Identificação Social (NIS).

  • 2. Benefícios extras

Atualmente, o programa do Governo Federal possui montantes adicionais, liberados de acordo com a composição familiar contemplada. A ideia é suprir as necessidades específicas de cada família e permitir que elas tenham acesso à saúde, educação e alimentação. Confira:

Auxílio adicionalRequisitosValor concedido
Benefício Primeira Infância (BPI)Ter crianças de zero a sete anos de idadeR$ 150 (para até duas crianças)
Benefício Variável Familiar (BVF)Ser gestante ou possuir jovens e adolescentes na faixa etária entre sete e 18 anos incompletosR$ 50 para cada integrante
Benefício Variável Familiar Nutriz (BNV)Possuir membro com até sete meses de idade (nutriz)R$ 50 para cada integrante
Auxílio GásEstar com inscrição ativa e atualizada no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico)R$ 110 (mas o pode variar, visto que o valor é calculado a cada seis meses)

Cabe frisar que o Auxílio Gás é pago bimestralmente, isto é, a cada dois meses. Além disso, nem todos os beneficiários do Bolsa Família podem recebê-lo de imediato, tendo em mente que a concessão é restrita, com segurados tendo prioridade, como mulheres vítimas de violência doméstica e contemplados pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Como liberar o benefício?

Estando com o CadÚnico atualizado, o montante pode ser acessado pelo aplicativo do Caixa Tem (disponível por Android e iOS). Por lá, além de receber o dinheiro, é possível desfrutar de outros serviços da Conta Poupança Social Digital. Vale destacar que a plataforma da Caixa Econômica Federal (CEF) opera sem tarifa mensal, ou seja, é totalmente gratuita. Abaixo, confira outras funcionalidades do app:

  • 1. Possibilidade de realizar até dois saques mensais (sem cartão, em caixas eletrônicos, casas lotéricas e correspondentes Caixa Aqui);
  • 2. Liberação de até três transferências mensais para contas de outros bancos;
  • 3. Transferências ilimitadas para contas da CEF;
  • 4. Transferências e recebimentos ilimitados via PIX;
  • 5. Fornecimento de até dois extratos mensais, contendo a movimentação dos últimos 30 dias.

Como podemos observar, é de suma importância manter seus dados no CadÚnico e no Caixa Tem atualizados, visto que isso pode afetar a sua elegibilidade e acesso aos benefícios concedidos pelo Bolsa Família.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.