Excelente notícia do INSS para quem está esperando o auxílio-doença

Agora, ficou mais fácil ter acesso ao benefício; confira

Ótima notícia para os cidadãos que estão buscando acessar um importante benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS): com as recentes mudanças implementadas, o tempo de espera para concessão do Auxílio-Doença vem sendo reduzido, permitindo que mais brasileiros desfrutem do recurso previdenciário.

Vale lembrar que o Auxílio-Doença é pago para os trabalhadores que precisam se afastar por mais de 15 dias. Inclusive, é a partir dele que é possível solicitar a aposentadoria por invalidez. Nesta matéria, você confere o que de fato vai mudar com a novidade e como se beneficiar dela.

Há algum tempo, o INSS tem voltado seus esforços para reduzir as filas de espera para aprovação de benefícios. Para isso, uma das ações é voltada ao Auxílio-Doença e contribui para uma liberação mais ampla e rápida. Além disso, os beneficiários não precisam se dirigir até uma agência da Previdência Social, promovendo mais comodidade aos cidadãos.

Mudanças realizadas

O INSS realizou a implementação do Atestmed, que funciona como uma análise documental virtual. Em outras palavras, isso significa que, teoricamente, o beneficiário não passará por uma perícia presencial para receber o Auxílio-Doença. Mas, em alguns casos, ele poderá ser convocado para esse atendimento presencial em uma agência.

Para utilizar o sistema, o segurado precisa ter em mãos todos os documentos médicos, exames, laudos e relatórios que podem comprovar a necessidade do afastamento das atividades laborais. Outra mudança significativa é a possibilidade de solicitar o Auxílio-Doença pelo telefone. Atualmente, existem duas formas de fazer o pedido:

  • Central 135

Com uma ligação gratuita para o número 135, o beneficiário pode fazer o pedido. Para isso, é preciso ter o número do CPF em mãos e confirmar algumas informações pessoais. Depois disso, ele terá até cinco dias para acessar o sistema, site ou aplicativo do INSS (disponível para Android e iOS), e fazer o envio da documentação exigida.

  • Pelo site ou app
    • Primeiro, acesse o site ou app Meu INSS (independentemente da escolha, o procedimento é bem similar);
    • Agora, selecione a opção “Pedir benefício por incapacidade”, disponível na guia de serviços sem senha;
    • Depois, informe os dados solicitados, como nome completo, CPF e data de nascimento;
    • Feito isso, clique em “Novo requerimento”;
    • Na sequência, selecione “Benefício por incapacidade temporária (Auxílio-Doença) e siga as instruções;
    • Leia as informações exibidas na tela e clique em “Ciente”;
    • Confira suas informações e, se estiver em ordem, clique em “Avançar”;
    • Por fim, uma nova tela será carregada, com você tendo que conferir os dados, inserir informações de contato e fazer o envio da documentação.

Atestado médico necessário para o Auxílio-Doença

O principal documento que deve ser enviado pelo segurado é o atestado médico, visto que é por meio dele que a condição do cidadão é comprovada. O INSS orienta que o documento deve conter:

  • Nome completo do segurado;
  • Data de emissão (até 90 dias anteriores à solicitação) do documento médico ou odontológico;
  • Diagnóstico por extenso ou código da Classificação Internacional de Doenças (CID);
  • Assinatura do profissional emitente, que poderá ser eletrônica e passível de validação, respeitados os parâmetros estabelecidos pela legislação vigente;
  • Identificação do profissional, com nome e registro no Conselho de Classe (Conselho Regional de Medicina ou Conselho Regional de Odontologia), no Ministério da Saúde (Registro do Ministério da Saúde), ou carimbo, legíveis;
  • Data de início do repouso ou de afastamento das atividades; 
  • Prazo estimado necessário, preferencialmente em dias.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.