Falência? Grande empresa tem demissão em massa de 400 funcionários

Veja o que motivou a companhia a tomar a decisão

Recentemente, a companhia Gerdau, uma das produtoras de aço mais renomadas do Brasil, anunciou a paralisação das atividades da usina Barão de Cocais, localizada na região central de Minas Gerais. Ao que tudo indica, a medida deve resultar na demissão de mais de 400 trabalhadores da empresa.

Na segunda-feira (27), em comunicado emitido à imprensa, a organização informou que a decisão foi tomada devido aos “custos elevados de matérias-primas e a insuficiência na produção de minério de ferro próprio em Minas Gerais”. Além disso, a Gerdau destacou que a estrutura da usina possui um nível menor no que diz respeito à tecnologia. Esses fatores levaram a empresa a hibernar a unidade siderúrgica, levando em conta as condições do mercado de aço no país.

Detalhes sobre usina de Barão de Cocais

A unidade foi inaugurada em 1988 e foi a primeira da Gerdau no Estado de Minas Gerais. Com ela, é possível produzir até 330 mil toneladas de aço por ano, utilizando dois altos-fornos e uma aciaria. Atualmente, a usina possui um corpo empregatício composto por cerca de 1.000 trabalhadores.

A produção de aço na usina de Barão de Cocais era baseada em fontes renováveis, como carvão vegetal, além de incluir a reciclagem de sucata ferrosa. O aço produzido na unidade era principalmente utilizado para a fabricação de itens como torres de transmissão de energia, pivôs de irrigação, ferramentas manuais e outros produtos destinados ao mercado brasileiro.

Cenário conturbado

Desde o ano de 2022, a Gerdau tem enfrentado os impactos da importação de aço. Segundo o relatório divulgado pela empresa, o lucro líquido recuou 41% em 2023, se comparado com o mesmo período no ano anterior, equivalente a R$ 6,9 bilhões. Isso é reflexo da situação adversa com importações de aço advindos da China. No primeiro trimestre de 2024, o lucro foi reduzido em 48%, para R$ 1,2 bilhão, na comparação com os primeiros três meses do ano passado.

Confira a nota na íntegra

“A Gerdau confirma que na data de hoje, 27 de maio (segunda-feira), está implementando a hibernação da unidade de Barão de Cocais o que resultará na paralisação da operação na usina. A decisão é resultado de uma profunda análise da competitividade da planta, face às condições do mercado de aço no Brasil.

Os custos elevados de matérias-primas e a insuficiência da produção de minério de ferro próprio, em Minas Gerais, somados à uma estrutura com menor nível de atualização tecnológica da usina, estão afetando diretamente a competitividade da unidade frente ao cenário desafiador do setor. A medida está em linha com o planejamento estratégico da companhia de otimização dos seus ativos.

A companhia está empenhada em conduzir esse processo de forma humanizada para minimizar o impacto para o público interno e comunidades vizinhas. A empresa buscará a realocação do máximo de colaboradores em outras unidades, além de oferecer programas de capacitação na área industrial para os profissionais e gestão com foco no empreendedorismo para a comunidade.

A Gerdau reforça o seu compromisso com os colaboradores, as colaboradoras, a sociedade e segue com a manutenção de um diálogo aberto e transparente com todas as partes interessadas. A Gerdau ressalta ainda que o atendimento aos clientes se manterá inalterado”.

Gerdau, em nota à imprensa
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.