Saiu hoje (29): aumento de R$ 800 no Bolsa Família anunciado pelo Governo

Saiba quem terá o benefício incrementado a partir deste mês

Recentemente, o Governo Federal implementou uma série de medidas no Bolsa Família e, por conta disso, o valor do benefício sofreu um aumento substancial neste ano, deixando todos os 20 milhões de contemplados eufóricos. As mudanças visam fortalecer ainda mais a rede de apoio aos cidadãos brasileiros em situação de vulnerabilidade social, elevando o recurso para até R$ 800.

O incremento tem como objetivo melhorar diretamente o padrão de vida das famílias mais vulneráveis, garantindo-lhes um suporte crucial em várias frentes, desde a primeira infância dos integrantes mais novos até o auxílio a gestantes e adolescentes.

Em linhas gerais, a estrutura do programa de transferência de renda do Governo Federal foi cuidadosamente pensada para atender às necessidades específicas de seus beneficiários. Sendo assim, neste ano, o Bolsa Família incluirá não somente um valor-base, mas também adicionais exclusivos que são concedidos de acordo com a composição de cada família inscrita na iniciativa. A reformulação permitirá um alcance mais amplo e efetivo na luta contra a insegurança financeira da parcela mais carente do país.

Novos valores do Bolsa Família

O reajuste no programa assistencial abrange diferentes públicos, com cada benefício adicional sendo destinado para um grupo específico dentro das famílias agraciadas. Confira:

  • 1. Parcela fixa: valor base de R$ 600, que pode ser ajustado conforme o número de integrantes do núcleo familiar;
  • 2. Benefício Primeira Infância (BPI): adicional de R$ 150 para até duas crianças de zero a seis anos;
  • 3. Benefício Variável Familiar (BVF): extra de R$ 50 para cada gestante ou criança e adolescente na faixa etária entre sete e 18 anos incompletos;
  • 4. Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN): acréscimo de R$ 50 para cada membro com até seis meses de idade.

Repasses de maio

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), estabeleceu um cronograma detalhado para a distribuição dos benefícios em 2024. Com a divulgação das datas específicas, baseadas no último dígito do Número de Identificação Social (NIS) dos titulares, busca-se garantir maior transparência e organização no processo de pagamento, facilitando o planejamento financeiro dos segurados. Abaixo, veja o calendário completo:

  • Beneficiários com NIS terminado em 1: depósito no dia 17 de maio (pago);
  • Beneficiários com NIS terminado em 2: depósito no dia 20 de maio (pago);
  • Beneficiários com NIS terminado em 3: depósito no dia 21 de maio (pago);
  • Beneficiários com NIS terminado em 4: depósito no dia 22 de maio (pago);
  • Beneficiários com NIS terminado em 5: depósito no dia 23 de maio (pago);
  • Beneficiários com NIS terminado em 6: depósito no dia 24 de maio (pago);
  • Beneficiários com NIS terminado em 7: depósito no dia 27 de maio (pago);
  • Beneficiários com NIS terminado em 8: depósito no dia 28 de maio (pago);
  • Beneficiários com NIS terminado em 9: depósito no dia 29 de maio;
  • Beneficiários com NIS terminado em 0: depósito no dia 31 de maio.

Vale destacar que só vão receber os recursos aqueles que estão com o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) atualizado, visto que o banco de dados governamental é o responsável pela triagem. Logo, qualquer mudança deve ser informada no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) mais próximo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.