Nova Carteira de Identidade pode substituir completamente o RG

Saiba o motivo da atualização e como ela pode ser benéfica para todos os brasileiros

Registro Geral (RG) é um documento de identidade fundamental para os cidadãos brasileiros, sendo utilizado em inúmeras situações do dia a dia, desde a verificação de identidade em transações bancárias até procedimentos médicos. Sem ele, simples atividades diárias podem se tornar complicadas e burocráticas.

No entanto, a modernização dos serviços públicos trouxe uma grande vantagem: a possibilidade de realizar várias solicitações online, incluindo a emissão da segunda via do RG. Abaixo, veja um guia simplificado para obter o seu documento sem muitas complicações:

  • 1. Primeiro, acesse o portal oficial do departamento de identificação do seu Estado;
  • 2. Agora, procure pela guia destinada à emissão da segunda via do RG;
  • 3. Depois, preencha os dados exigidos e anexe uma foto atualizada conforme as especificações;
  • 4. Por fim, confirme o pedido e escolha entre receber o documento em casa ou retirá-lo pessoalmente.

Qual é o prazo para atualizar o documento?

Apesar do prazo para atualização ser até 2032, antecipar essa renovação pode evitar contratempos, como filas longas e atrasos. Essa organização prévia garante que a sua capacidade de comprovar a sua identidade não será interrompida, seja para uso nacional ou internacional.

Caso encontre dificuldades no processo digital, a orientação é buscar ajuda. Os portais oficiais dos órgãos emissores oferecem instruções detalhadas e, para questões mais complexas, o suporte de um profissional especializado pode ser uma opção. Renovar o seu RG de maneira online não só poupa tempo, como também é uma forma de assegurar que todas as suas atividades cotidianas e planejamentos futuros não sejam prejudicados pela falta de uma identificação válida. Logo, é importante se manter atualizado.

Perguntas frequentes

  • 1. Qual a validade do RG? Varia conforme a faixa etária do titular, sendo de 10 anos para aqueles entre 12 e 60 anos.
  • 2. O RG novo é válido internacionalmente? Sim, a versão atualizada possui recursos que facilitam a sua aceitação em outros países.

Detalhes sobre o novo RG

O objetivo da mudança é unificar o número do documento em todas as Unidades da Federação (UF). Logo, o novo RG trará o número do CPF como registro geral, único e válido para todo o país na Carteira de Identidade Nacional (CIN). Além disso, não deve conter mais o campo “sexo” nem a distinção entre os campos “nome” e “nome social”. 

Ainda, o novo RG também pode incluir dados de outros documentos, como carteira de vacinação, Carteira Nacional de Habilitação (CNH), título de eleitor ou reservista militar. Para isso, basta levar os documentos pessoais no momento da emissão.

O motivo da unificação entre o novo RG e o CPF será para utilizar apenas o CPF como identificador da CIN, visto que antes era possível que cada pessoa tivesse um número de RG diferente para cada estado onde ela emitisse o documento. O número de CPF será válido em todo o país, o que diminui a probabilidade de fraudes. 

Inclusive, a nova carteira de identidade apresenta um QR Code para verificar a autenticidade do documento. Ela também conta com um código de padrão internacional (MRZ), o que permite que seja usada como documento de viagem.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.