Saiba o motivo de não estar no primeiro lote de restituição do Imposto

Na manhã desta quinta-feira (23), a Receita Federal liberou a consulta ao primeiro lote da restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2024, marcando um momento histórico com a distribuição de R$ 9,5 bilhões para mais de cinco milhões de contribuintes. Este valor é destinado a ser depositado já no final deste mês, mais precisamente no dia 31.

A prioridade para receber a restituição é dada a segmentos específicos da população. Dentre eles, idosos acima de 80 anos e entre 60 a 79 anos, pessoas com deficiência ou doenças graves, aqueles que têm o magistério como principal fonte de renda e residentes do Rio Grande do Sul, especialmente beneficiados em razão dos recentes eventos trágicos na região.

Por que alguns contribuintes são priorizados?

Essas medidas de priorização visam garantir que aqueles que mais necessitam ou que estão passando por situações adversas recebam o seu retorno financeiro de forma mais acelerada, contribuindo assim para uma maior estabilidade econômica e social desses indivíduos.

Contribuintes que escolheram a declaração pré-preenchida ou a opção de restituição via Pix têm a expectativa de processamento prioritário, mas existe um critério. A data de entrega da declaração é decisiva, e aqueles que não submeteram até o dia 10 de maio não serão contemplados neste lote. A priorização obedece não só a ordem de entrega, mas também as categorias prioritárias mencionadas anteriormente.

Como verificar pendências e agilizar a restituição

Uma vez efetuada a declaração, é possível que ela esteja sob análise ou que existam pendências a resolver. Para verificar essas informações, os contribuintes devem acessar o serviço Meu Imposto de Renda, através do Portal e-CAC ou pelos aplicativos para dispositivos móveis. Essa plataforma permite não só a consulta do extrato da declaração, como também a submissão de uma declaração retificadora, caso erros precisem ser corrigidos.

Caso o ajuste na declaração retificadora resulte em um valor a ser restituído, este será depositado na conta bancária especificada pelo contribuinte na declaração corrigida.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.