CadÚnico contempla inscritos com internet 100% GRATUITA

Conheça o Internet Brasil, o novo programa governamental

O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) é uma ferramenta crucial em terras brasileiras para identificar e caracterizar famílias que vivem na linha da extrema pobreza, permitindo que elas acessem diversas iniciativas assistenciais. Inclusive, recentemente, foi anunciado uma nova vantagem para os cidadãos inscritos no banco de dados governamental: acesso gratuito à internet.

O programa visa ampliar o acesso à educação e ao conhecimento para estudantes de famílias de baixa renda. Devido a expansão do acesso à internet, estudantes poderão realizar pesquisas, acessar conteúdos educacionais e participar de atividades escolares sem muita complicação.

Como vai funcionar o projeto?

A iniciativa, chamada de Internet Brasil, tem como objetivo permitir que os estudantes cadastrados no CadÚnico tenham acesso à web. A ideia é facilitar a realização de atividades escolares por meio do acesso facilitado à rede, sem custos adicionais para as famílias. Nos dias de hoje, o programa se encontra em fase piloto em algumas cidades do país e há planos de expansão para outras regiões. Abaixo, veja a lista de municípios contemplados até o momento:

  • 1. Caicó e Mossoró, no Rio Grande do Norte;
  • 2. Campina Grande, na Paraíba;
  • 3. Caruaru e Petrolina, em Pernambuco;
  • 4. Juazeiro, na Bahia;
  • 5. Araguari, Conceição das Alagoas, Nova Serrana, Prata, Uberaba e Uberlândia, em Minas Gerais.

Quem pode desfrutar da internet gratuita?

Para aproveitar o benefício do acesso gratuito à internet, os alunos devem estar devidamente inscritos no CadÚnico, isto é, com todos os dados atualizados. Caso tenha interesse em participar mas ainda não é inscrito no banco de dados, basta se dirigir até uma unidade do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). Cabe destacar que há prioridade para estudantes que fazem parte do Bolsa Família.

Uma vez inscrito no CadÚnico, o titular deve manter todas as suas informações em dia, pois a falta de atualização cadastral resulta na suspensão do auxílio do qual o beneficiário está recebendo. Inclusive, se a irregularidade perdurar, o cidadão pode acabar sendo excluído do banco de dados. Portanto, a orientação do Governo Federal é que o segurado atualize seus dados a cada dois anos ou caso haja alguma mudança significativa no núcleo familiar, como um aumento de renda, por exemplo.

Distribuição dos chips

  • 1. A distribuição ocorrerá nas unidades de educação básica da rede pública;
  • 2. É preciso que o aluno esteja com sua inscrição ativa e regular no CadÚnico;
  • 3. A prioridade de recebimento é para aqueles vinculados ao Bolsa Família.

A medida governamental busca não apenas facilitar o acesso à educação, mas também fomentar a inclusão digital, principalmente em meio a um cenário onde a tecnologia desempenha uma papel fundamental no desenvolvimento educacional. Em suma, visa democratizar o acesso à educação por meio da internet.

Cabe ressaltar que o Governo Federal possui expectativas para implementar o programa Internet Brasil em outros Estados e municípios, ampliando, assim, o número de cidadãos contemplados. A iniciativa é vista como um investimento no futuro educacional do país e na redução da desigualdade de acesso à informação e recursos digitais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.