Comunicado urgente do WhatsApp para todos usuários do app

A novidade deve inibir o disparo de mensagens em massa; entenda

O WhatsApp, aplicativo de mensagens administrado pela Meta, dona do Facebook e do Instagram, vai identificar e restringir os perfis que fazem spam e envio de mensagens em massa. A restrição será aplicada por um período de tempo, funcionando como uma espécie de suspensão temporária.

A novidade foi revelada pelo site WABetaInfo, especializado no mensageiro. De acordo com o portal, a restrição foi encontrada em códigos de programação na versão 2.24.10.5 do WhatsApp. Apesar da descoberta, a função ainda não se encontra disponível para o público geral, tampouco na versão de testes.

Como é de se imaginar, a funcionalidade surgiu por conta do comportamento de usuários ou companhias que usam a plataforma da Meta para envio de mensagens em massa. Podemos pegar como exemplo o uso de programas que fazem o disparo destas mensagens para milhares de números celulares de uma vez só, geralmente sem autorização da empresa chefiada por Mark Zuckerberg, muito menos dos internautas.

Vale destacar que os usuários que trocam várias mensagens em diversos grupos, como amigos, contatos e listas de transmissão não serão afetados, visto que essas atividades não fogem dos termos de uso do WhatsApp. Tendo tudo isso em mente, a seguir, veja como vai funcionar a restrição.

Restringido mensagens em massa

O recurso vai funcionar como uma penalidade e não um banimento definitivo. Em suma, trata-se de um alerta de que o comportamento do usuário dentro da plataforma de mensagens viola os termos de uso do aplicativo. Aquele que for suspenso irá visualizar o seguinte informe:

Sua conta está restrita. A atividade recente da sua conta pode sinalizar spam, automatização ou envio em massa“.

O WhatsApp consegue identificar o comportamento de spam a partir de códigos (scripts) que são programados para fazer o envio em massa e reconhece os padrões fora do comum, como o envio de mensagens para milhares de usuários de forma simultânea.

Essa ação é identificada pelo próprio app, que impõe a restrição. Como a função foi descoberta por acaso, não há previsão ou informação oficial sobre o lançamento da ferramenta. Portanto, será preciso aguardar um pronunciamento oficial da Meta sobre o assunto.

Ficando “invisível” no WhatsApp

Enquanto essa novidade não chega ao mensageiro, separamos algumas dicas para aumentar a sua privacidade no WhatsApp, permitindo que você controle quem pode ver informações do seu perfil na plataforma — além de reforçar a segurança.

  • 1. Desative a confirmação de leitura: para inativar essa função, basta acessar as configurações, depois toque em “Privacidade” e por fim desmarque a opção “Confirmações de leitura”;
  • 2. Desabilite o visto por último: acesse as configurações do seu app, depois vá em “Privacidade” e selecione a opção “Visto por último e online”. Em seguida, escolha entre desativar para todos os usuários, apenas para os seus contatos ou um contato específico.
  • 3. Desative o online do WhatsApp: para evitar desentendimentos, basta acessar as configurações de privacidade, seguir para o menu de “Privacidade” e depois tocar em “Visto por último e online” e escolher a melhor configuração para você.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.