URGENTE: Fies tem regras atualizadas para financiamento estudantil

As medidas visam atender mais estudantes de baixa renda

Desenvolvido em 1999, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) tornou-se um uma das mais importantes linhas de financiamento para estudantes de baixa renda que desejam ingressar no ensino superior privado em terras brasileiras. Para desfrutar do programa, os interessados devem utilizar a nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para comprovar a condição de vulnerabilidade, o que pode ser feito mediante inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Atualmente, milhares de pessoas são contempladas pelo Fies, que basicamente cobre os custos da faculdade, permitindo que o beneficiário quite esses gastos posteriormente. Dentre os agraciados, existem estudantes e, obviamente, profissionais que cursaram faculdade nos últimos 20 anos e, na época dos estudos, recorreram ao programa para realizar o sonho da graduação.

Reformulações e melhorias no Fies

Como informado pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Educação (MEC) e outros órgãos competentes que respondem pelo programa, essas alterações têm como objetivo aprimorar o funcionamento do Fies e facilitar o acesso de mais estudantes aos recursos concedidos.

A primeira grande mudança implementada no programa em 2024 foi a desburocratização de grande parte dos processos de acesso ao fundo, sobretudo a antecipação e a renovação de contratos. Nos dias de hoje, os beneficiários podem fazer esse processo totalmente online, por meio do site ou aplicativo oficial do Fies (disponível para Android e iOS).

Vale destacar que o processo é bem simples, mas caso o estudante tenha alguma dúvida, ela pode ser sanada pela internet, por meio dos canais da Caixa Econômica Federal (CEF) ou do MEC, além dos próprios canais digitais do Fies. Também cabe mencionar que o período atual para renovação de contratos com o programa estudantil começou no dia 20 de abril e vai até 31 de maio.

Fies Social

Outra grande novidade no Fies para este ano foi a criação do Fies Social, uma modalidade ainda mais abrangente e inclusiva do modelo de financiamento estudantil. Resumidamente, essa vertente facilita a entrada de estudantes de baixa renda oriundos de famílias que recebem até meio salário mínimo por pessoa.

No entanto, o que realmente chama a atenção é que, com o Fies Social, os estudantes podem ter 100% de suas mensalidades pagas pelo financiamento, possibilidade que até então estava suspensa. Todavia, essas mudanças tornaram o programa estudantil ainda mais inclusivo e abrangente, oferecendo a milhares de pessoas carentes a oportunidade de acessar o ensino superior e conseguir o tão sonhado diploma.

Inscrição

Poderá se inscrever nas vagas reservadas ao Fies Social nos processos seletivos do Fies o candidato que, cumulativamente, atenda às seguintes condições:

  • 1. Ter participado do Enem a partir da edição de 2010, com nota no exame válida até o momento anterior à abertura das inscrições, tendo obtido média aritmética das notas nas cinco provas igual ou superior a 450 pontos e nota na prova de redação superior a zero, bem como não ter participado como “treineiro”;
  • 2. Estar devidamente inscrito no CadÚnico.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.