Descubra quem recebe Bolsa Família antecipado neste sábado (18)

O Bolsa Família, um programa de distribuição de renda do governo brasileiro, é vital para milhões de famílias em situação de vulnerabilidade. Com a recente atualização do calendário de pagamentos para maio, o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) busca oferecer não apenas suporte financeiro, mas também uma maneira de planejar melhor o orçamento familiar em tempos incertos.

Considerando a necessidade urgente de acesso a recursos financeiros, especialmente em áreas afetadas por crises ou calamidades, o governo optou por antecipar os pagamentos do Bolsa Família para maio. Esta medida visa assegurar que as famílias possam enfrentar emergências com um pouco mais de segurança financeira.

Calendário do Bolsa Família de maio

O calendário de pagamentos do Bolsa Família foi cuidadosamente planejado para garantir que todos os beneficiários recebam seu auxílio sem atrasos. O governo federal distribui os pagamentos com base no último dígito do Número de Identificação Social (NIS) de cada beneficiário, como de costume. Confira os repasses:

  • 17 de maio – NIS final 1
  • 20 de maio – NIS final 2
  • 21 de maio – NIS final 3
  • 22 de maio – NIS final 4
  • 23 de maio – NIS final 5
  • 24 de maio – NIS final 6
  • 27 de maio – NIS final 7
  • 28 de maio – NIS final 8
  • 29 de maio – NIS final 9
  • 31 de maio – NIS final 0

A movimentação dos valores pode ser feita através do aplicativo Caixa Tem, disponível para Android e iOS.

Benefícios do Bolsa Família em maio

Além dos pagamentos regulares, o Bolsa Família em maio trará benefícios adicionais para melhor atender as necessidades de cada grupo familiar:

  • Valor base por pessoa: R$ 142, com mínimo de R$ 600 para famílias de até quatro membros.
  • Crianças menores de seis anos: benefício adicional de R$ 150 por criança.
  • Gestantes: recebem um suporte adicional de R$ 50.
  • Lactantes: auxílio de R$ 50 mensais nos primeiros seis meses de vida do bebê.
  • Crianças e adolescentes entre sete a dezoito anos: adicional de R$ 50 por pessoa.

O Bolsa Família desempenha um papel fundamental que vai além do assistencialismo, ele é parte integrante das políticas de saúde, educação e assistência social do Brasil. Ao prover recursos financeiros, o programa contribui significativamente para o desenvolvimento sustentável das famílias mais vulneráveis.

Obrigações dos beneficiários

É importante lembrar as obrigações das famílias beneficiadas pelo programa Bolsa Família. Elas devem cumprir condições nas áreas de saúde e educação, tais como: 

  • Frequência escolar para crianças e adolescentes de 4 a 17 anos; 
  • Acompanhamento pré-natal para gestantes; 
  • Monitoramento nutricional (peso e altura) de crianças de até sete anos; 
  • Adesão ao calendário nacional de vacinação.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.