Alerta GERAL do INSS para pensionistas e aposentados

A autarquia vem orientando seus beneficiários após uma série de golpes

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) emitiu um comunicado importantíssimo para seus contemplados. Sendo assim, aposentados e pensionistas devem ficar em estado de alerta, visto que a prova de vida da autarquia previdenciária é fundamental para assegurar a continuidade dos pagamentos.

Neste sentido, recentemente, surgiram relatos sobre golpes onde criminosos estão se passando por funcionários do INSS, alegando a necessidade de realizar a comprovação de vida diretamente nas residências dos segurados. Tendo isso em mente, a seguir, confira o procedimento correto para realização da prova de vida e algumas dicas para se proteger de fraudes.

Entenda o que é a prova de vida do INSS

A prova de vida nada mais é do que uma medida adotada pelo Instituto para evitar fraudes e pagamentos indevidos, garantindo que o beneficiário está vivo e apto a continuar recebendo seu benefício. Desde o ano passado, o INSS simplificou esse processo, permitindo que ele seja feito de forma mais acessível e conveniente, sem a necessidade do beneficiário sair de casa.

Junto disso, o INSS optou por suspender os bloqueios de benefícios por falta de prova de vida até o final de 2024, proporcionando um alívio temporário durante este período de transição e ajustes nos procedimentos. Todavia, os segurados podem optar por duas vias principais para realizar a prova de vida:

  • 1. Aplicativo Meu INSS: a maneira mais conveniente é pelo app Meu INSS (disponível para Android e iOS), que pode ser baixado em celulares e tablets. O processo inclui um sistema de reconhecimento facial entre outras formas de verificação de identidade;
  • 2. No banco emissor do benefício: alternativamente, os beneficiários podem realizar a prova de vida no banco onde habitualmente recebem seus benefícios, muitas vezes utilizando biometria nos caixas eletrônicos ou diretamente nas agências.

Optar pela biometria nas agências bancárias ou caixas eletrônicos oferece uma camada adicional de proteção, abolindo a necessidade de fornecer informações pessoais e reduzindo o risco de fraude.

Procedimentos que também servem como prova de vida

Além das opções tradicionais para realizar a prova de vida no INSS, existem outros procedimentos que podem ser utilizados em diferentes contextos para verificar a identidade e a continuidade de serviços. Confira:

  • 1. Reconhecimento facial: uso de tecnologia de reconhecimento facial através de aplicativos específicos ou serviços online;
  • 2. Biometria digital: verificação através de impressões digitais em dispositivos habilitados ou terminais bancários;
  • 3. Assinatura eletrônica: utilização de assinatura eletrônica certificada para validar documentos e transações;
  • 4. Verificação de voz: sistemas que utilizam a voz do indivíduo como meio de autenticação;
  • 5. Videoconferência: realização de procedimentos de verificação por meio de chamadas de vídeo com agentes autorizados;
  • 6. Códigos de segurança: uso de códigos temporários enviados por SMS ou email para acesso a serviços;
  • 7. Cartas ou e-mails oficiais: envio de correspondências que exigem uma resposta para confirmar a identidade e a atividade do beneficiário;
  • 8. Visitas técnicas agendadas: para casos específicos, visitas por técnicos credenciados para verificação presencial.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.