Globo confirma morte de GRANDE jornalista esportivo aos 69 anos

O profissional travava uma batalha contra o câncer

Morreu na madrugada desta quinta-feira (16), em São Paulo (SP), o jornalista Antero Greco, aos 69 anos de idade. Ele estava internado no hospital Beneficência Portuguesa, na capital paulista, tratando um tumor no cérebro, onde passou por duas cirurgias nos últimos anos.

O velório acontecerá a partir do meio-dia, e o sepultamento será às 16h, em um cemitério na região central de São Paulo. Antero Greco foi um dos jornalistas mais respeitados da crônica esportiva brasileira. Formado pela Universidade de São Paulo (USP), ele passou pelo Diário Popular, Diário de S. Paulo, Estadão, Folha de S. Paulo, Grupo Bandeirantes, entre outros veículos renomados.

Palmeirense discreto, Antero Greco contava com a simpatia de torcedores de outros clubes pela maneira como conduzia os seus comentários. Foi na televisão que o jornalista ficou popular conduzindo a apresentação do programa “Sportscenter”, da ESPN Brasil, ao lado de Paulo Soares, o Amigão. O bom humor da dupla chamava atenção no noticiário noturno, que teve grande audiência.

Antero Greco foi um dos primeiros contratados da emissora, lá em 1994. Nos últimos anos, com a evolução do câncer, o jornalista diminuiu as aparições no canal, restringindo apenas a participações pontuais em programas da casa.

Quem foi Antero Greco?

Nascido em 2 de junho de 1954 no bairro do Bom Retiro, Antero Greco era filho de imigrantes italianos. Formou-se em jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da USP e começou a carreira em 1974, como revisor do jornal O Estado de S. Paulo.

Em 1994, começou a trabalhar na ESPN, onde participou da criação do programa Futebol no Mundo e compôs a primeira equipe de transmissão do canal ao lado do narrador Nivaldo Prieto e dos repórteres Paulo Calçade e Gilvan Ribeiro.

No mesmo ano, passou a participar do SportsCenter e começou a parceria com o narrador e apresentador Paulo Soares, o Amigão. A dupla caiu no gosto do público pela descontração com que conduzia o programa, ao longo de mais de duas décadas. Eles viralizaram na internet diversas vezes pelos frequentes ataques de risos causados principalmente por nomes engraçados de atletas mencionados nas matérias e eventuais cacofonias.

Além da ESPN e do Estadão, Antero Greco também teve passagens marcantes das redações do SBT, Folha de S.Paulo, Band e Diário Popular, além do extinto jornal Popular da Tarde. Na Band, participava das transmissões de jogos do Campeonato Italiano como comentarista. À época, Antero era um dos maiores especialistas do futebol da Itália no Brasil. O jornalista ainda cobriu, in loco, as Copas do Mundo de 1982, 1986, 1998, 2002, 2006, 2010 e 2014.

Mal-estar

Em setembro de 2022, Antero passou mal ao vivo durante uma edição do SportsCenter. Na ocasião, o apresentador Felipe Motta teve que chamar o intervalo às pressas. Depois, o jornalista admitiu que aquela foi a primeira manifestação pública da doença. Ele contou que havia descoberto o tumor na cabeça meses antes do episódio.

Antero Greco voltou ao trabalho na ESPN em maio de 2023, após realizar sessões de radioterapia e quimioterapia, permanecendo na emissora até o começo deste ano.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.