Rei Charles faz confissão chocante sobre efeito colateral do câncer

O monarca vem travando uma batalhada contra a enfermidade

Durante a nomeação do príncipe William como coronel-chefe do Corpo Aéreo do Exército britânico, realizada na última segunda-feira (13), o rei Charles III fez uma confissão sobre os efeitos colaterais que vem sentido em decorrência do tratamento contra o câncer, diagnosticado em fevereiro de 2024.

De acordo com o portal Mirror, enquanto o monarca conversava com o veterano do Exército britânico Aaron Mapplebeck, que também enfrentou uma luta contra o câncer, a realeza revelou que está “sem paladar”. Apesar da notícia ter pego muitos de surpresa, o site internacional garantiu que o rei Charles III já havia mencionado a dificuldade de reconhecer os gostos dos alimentos em visita a um hospital de Londres.

Agenda real

O titular do trono inglês marcou presença no evento da última segunda-feira para prestigiar o momento em que o seu filho, o príncipe William, assumiu as novas funções no aeródromo de Middle Wallop, em Hampshire. A nomeação do herdeiro do trono foi uma grande surpresa, visto que o cargo parecia ter sido prometido ao filho caçula, Harry.

Devido às contribuições de Harry, ele era cotado para o cargo. No entanto, em 2020, o duque de Sussex abandonou suas obrigações reais e foi morar com a esposa, Meghan Markle, nos Estados Unidos, o que gerou um conflito interno na família real britânica.

Para honrar o título concedido ao príncipe William, o rei Charles III desejou sucesso na nova função do primogênito e brincou sobre os atributos do filho mais velho. “Espero que vocês se saiam muito bem no futuro com o príncipe de Gales como seu novo coronel em chefe” disse o monarca durante seu discurso. “O bom é que ele é um piloto muito bom. Isso é encorajador“, completou.

Rei Charles III é alvo de críticas; entenda

Um ano após ser coroado oficialmente como monarca do Reino Unido, o rei Charles III revelou na terça-feira (14) um retrato de si mesmo para comemorar o evento histórico. A pintura levou a assinatura do artista contemporâneo Jonathan Yeo. Contudo, os internautas que se depararam com a obra de arte postada nas redes sociais da família real teceram duras críticas e movimentaram a web com comentários.

Sinto muito, mas o retrato dele parece que está no inferno“, escreveu uma internauta. Outra publicou: “Não tenho uma boa sensação ao ver esse retrato. Peço desculpas ao artista, mas não é agradável de se olhar“. Já uma terceira destacou: “Sem parecer rude, mas este é o pior retrato real que já vi“.

Na visão de uma seguidora, o retrato faz parecer que o rei Charles III “está banhado em sangue”. Um outro internauta brincou com o meme sobre o artista Jonathan Yeo ser “fã ou hater” do monarca britânico. Para quem não sabe, o quadro traz uma imagem do soberano em meio a uma tintura da cor vermelha, escolhida para homenagear a tonalidade da túnica da Guarda Galesa.

O quadro foi encomendado em 2020, quando teve por objetivo celebrar os 50 anos do então príncipe Charles como coronel regimental da Guarda Galesa. Ele foi nomeado para o posto em 1975 e o retrato comemorou o marco especial. A seguir, confira a obra:


rei charles 1
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.