Extrato do Bolsa Família libera R$ 300 + R$ 50 para estas famílias

Veja se você faz parte dos felizardos que vão receber o montante adicional

Sendo o maior programa de transferência de renda do Brasil, o Bolsa Família é o responsável por auxiliar mais de 20 milhões de cidadãos que vivem na linha da extrema pobreza. Por meio da iniciativa governamental, essa parcela da população recebe um pagamento mínimo de R$ 600 mensalmente. Porém, esse valor pode ser incrementado com benefícios adicionais.

Visando o atendimento das necessidades específicas de cada núcleo familiar, o Bolsa Família conta com diversos recursos extras. Por meio deles, é possível receber adicionais que são repassados para as famílias que cumprem os critérios fixados pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS).

O pagamento é feito de forma conjunta com o benefício principal de R$ 600 diretamente na poupança social digital do Caixa Tem. Para realizar a movimentação financeira, é preciso utilizar o aplicativo da conta (disponível para Android e iOS). Com tudo isso em mente, abaixo, confira a lista completa de benefícios extras do Bolsa Família.

Bolsa Família: recursos adicionais concedidos

  • 1. Benefício de Renda de Cidadania (BRC): adiciona R$ 142 por membro da unidade familiar;
  • 2. Benefício Complementar (BCO): complementa o pagamento de famílias cuja soma dos benefícios não atinja o valor de R$ 600;
  • 3. Benefício Primeira Infância (BPI): libera R$ 150 mensais para cada criança de zero a sete anos;
  • 4. Benefício Variável Familiar (BVF): paga uma parcela extra mensal de R$ 50 para gestantes e jovens de sete a 18 anos incompletos;
  • 5. Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN): paga um extra de R$ 50 para cada integrante com até sete meses de idade;
  • 6. Benefício Extraordinário de Transição (BET): disponível até maio de 2025. Garante que nenhum beneficiário receba quantidade inferior à concedida no Auxílio Brasil.

Ou seja, aqueles beneficiários que têm direito a duas parcelas do BPI e uma do BVF ou BVN, receberão, além do piso de R$ 600, mais R$ 350, totalizando um benefício de R$ 950 neste mês de maio.

Veja o cronograma completo do Bolsa Família referente ao mês de maio

Antes de tudo, vale lembrar que o Bolsa Família é liberado sempre nos últimos 10 dias úteis de cada mês, seguindo um calendário baseado no último dígito do Número de Identificação Social (NIS) de cada titular. No entanto, excepcionalmente em maio — ou enquanto a situação perdurar —, os beneficiários que residem no Rio Grande do Sul receberão os montantes logo no primeiro dia de distribuição, previsto para o dia 17 de maio.

  • Beneficiários com NIS terminado em 1: depósito no dia 17 de maio;
  • Beneficiários com NIS terminado em 2: depósito no dia 20 de maio;
  • Beneficiários com NIS terminado em 3: depósito no dia 21 de maio;
  • Beneficiários com NIS terminado em 4: depósito no dia 22 de maio;
  • Beneficiários com NIS terminado em 5: depósito no dia 23 de maio;
  • Beneficiários com NIS terminado em 6: depósito no dia 24 de maio;
  • Beneficiários com NIS terminado em 7: depósito no dia 27 de maio;
  • Beneficiários com NIS terminado em 8: depósito no dia 28 de maio;
  • Beneficiários com NIS terminado em 9: depósito no dia 29 de maio;
  • Beneficiários com NIS terminado em 0: depósito no dia 31 de maio.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.