Grande RIVAL da Netflix está chegando ao Brasil para acabar com streaming

Conheça a companhia norte-americana que deseja ampliar sua rede de clientes em terras brasileiras

Quando o assunto é o mercado de streaming, é muito comum lembrarmos de plataformas como Netflix, Amazon Prime, MAX, Disney Plus e outras gigantes do segmento. Para além dos big players, no entanto, há fortes concorrentes correndo por fora para chamar a atenção dos consumidores, especialmente aqueles que oferecem sistemas operacionais para smart TVs.

Em terras brasileiras, a categoria foi popularizada pelo Chromecast, do Google. Com o aumento no número de usuários, surgiram diversos dispositivos para permitir a conexão e a transmissão de conteúdo para a televisão, como por exemplo a Amazon Fire TV Stick, Apple TV e, mais recentemente, a Roku, que figura como o principal sistema operacional de TV nos Estados Unidos. Agora, a companhia busca a liderança no mercado brasileiro.

Expansão do serviço

Em entrevista concedida à EXAME, Luis Bianchi, diretor de marketing da Roku, comentou sobre o cenário brasileiro: “Há uma grande oferta de sistemas atualmente. Mas esse é um mercado que demanda ganho de escala, por isso a gente enxerga para os próximos três a quatro anos um movimento similar ao dos celulares, em que hoje praticamente dominam dois modelos, o iOS, da Apple, e o Android, do Google“, disse o executivo.

Apesar da disputa ferrenha entre as plataformas de streaming, a Roku, que lançou seu primeiro dispositivo para TV em 2008, vem crescendo de maneira consistente desde a última década. No ano passado, a companhia estadunidense atingiu a marca de 80 milhões de contas ativas em todo o mundo e mais de 100 bilhões de horas transmitidas em seu serviço, com média recorde de 4,1 horas por dia por usuário, no quarto trimestre.

Nos EUA, a clientela da Roku já é maior do que a dos assinantes dos seis maiores provedores tradicionais de TV paga juntos. Paralelamente, a companhia visa expandir-se para o mercado internacional, mais especificamente para a América Latina, onde já se faz presente em 12 nações, com forte presença no México e no Chile.

Popularidade em terras brasileiras

No Brasil, a operação cresce lentamente, uma vez que a Roku estreou em 2020, pouco antes da pandemia de COVID-19, com a promessa de ser um serviço mais acessível e de fácil usabilidade. O Roku Express (também disponível na versão 4K) pode ser conectado à TV via entrada USB e oferece acesso a mais de 5 mil canais de conteúdo streaming, como Netflix, Globoplay, YouTube e Claro TV+. O aparelho tem preço sugerido de R$ 299. Já uma smart TV, por sua vez, pode custar mais de R$ 700.

Ainda, a empresa procura se estabelecer no país por meio de parcerias com fabricantes como Philco, AOC, TCL, SEMP e Britânia, as quais licenciam o sistema operacional Roku OS em seus aparelhos no Brasil, sendo rival direta de marcas que possuem suas próprias tecnologias, como é o caso da Samsung e da LG. O diferencial, no entanto, está na usabilidade fácil e intuitiva, segundo Bianchi.

Esse é um mercado que demanda ganho de escala. O nosso ramo de negócio é o sistema operacional, que distribuímos via dispositivo e parcerias com as marcas. Antes de tudo, somos uma empresa de software, temos interesse que os dispositivos durem e funcionem bem, por isso estamos bem posicionados para liderar essa corrida“, pontuou o executivo da Roku (via EXAME).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.